Agora está tudo em casa

Clique para ampliar a imagem

A família Palio e o Linea substituem o motor comprado da GM pelos
E-Torqs de 1,6 e 1,75 litro, que se traduzem em ganhos e perdas

Texto: Fabrício Samahá e Paulo de Araújo - Fotos: divulgação

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

As alterações mais sutis são no Linea, que mantém a potência do motor argentino de 1,85 litro, mas ganhou torque por margem bem pequena

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

No Palio, o E-Torq de 1,6 litro traz de volta o tempero esportivo do motor usado até 2003, embora tenha havido perda expressiva em baixos giros

Do Punto para o Doblò, dele para a família Palio e a Idea e dali para o Linea: em questão de algumas semanas, quase toda a linha Fiat aderiu aos motores E-Torq, fabricados em Campo Largo, PR pela divisão FPT, e substituiu a unidade fornecida desde 2003 pela General Motors — a exceção é o Stilo, já em fim de carreira, que talvez continue com motor GM até dar espaço ao Bravo nacional. Como são vários modelos, a Fiat decidiu fazer um só evento, depois dos dedicados a Punto e Idea, para que todos pudessem ser avaliados pela imprensa.

Disponível em 1,6 e 1,75 litro, o E-Torq já foi apresentado em detalhes em nossa avaliação do Punto. A versão 1,6 equipa Palio e Siena em acabamento Essence, enquanto a 1,75 vem em Palio Adventure, Strada Adventure (com cabine estendida ou dupla); Doblò HLX, Adventure e Cargo; e Linea LX, HLX e Absolute. O rendimento é o mesmo, não importa o modelo: no motor de menor cilindrada, potência de 115 cv com gasolina e 117 com álcool e torque de 16,2/16,8 m.kgf, na ordem; no maior, 130/132 cv e 18,4/18,9 m.kgf.

Comparados ao antigo 1,8 da GM, o 1,6 obtém potência semelhante, mas com menor torque e em regime mais alto; o 1,75 desenvolve torque similar, só que em rotação mais elevada, e oferece bem maior potência. A situação é distinta no caso do Linea, em que o motor anterior era o de 1,85 litro e 16 válvulas fabricado pela Fiat argentina. Nele os índices de potência são os mesmos de antes, mas o torque passou de 18,1/18,6 m.kgf para 18,4/18,9 m.kgf às mesmas 4.500 rpm.

O que isso representa para o desempenho e o consumo? Considerando o uso de álcool, o Palio teve queda mínima em velocidade máxima, de 191 para 190 km/h, e na aceleração de 0 a 100 km/h, de 9,2 para 9,3 segundos. Se o esperado era redução de consumo, ela não se confirmou: os mesmos 8,4 km/l em cidade e perda de 11,3 para 10,9 km/l em estrada. Já na Palio Adventure houve ganho importante em máxima, de 174 para 184 km/h, e no 0-100, de 11,5 para 10,5 s, enquanto o consumo cresceu bem pouco na cidade (de 8,4 para 8,3 km/l) e um pouco mais na estrada (de 11,5 para 11,0 km/l). Quanto ao Linea, registra algum progresso em máxima, de 188 para 192 km/h, e em aceleração, de 10,5 para 9,9 s; o consumo urbano aumentou de 8,1 para 7,7 km/l e o rodoviário é quase o mesmo, de 10,8 para 10,7 km/l.

Nossa avaliação começou pelo Palio Essence 1,6, com câmbio manual e com o automatizado Dualogic. De certo modo, o novo motor recupera o tempero esportivo do antigo 1,6 16V usado entre 1996 e 2003 no modelo: em vez de um torque elevado em baixa rotação como na unidade da GM, fornece agilidade apenas mediana até a faixa de 3.000-3.500 rpm, quando então ganha fôlego, fica mais presente e ganha giros com facilidade. Os níveis de ruído e vibração são contidos.

Na Palio Adventure Dualogic, no Strada Adventure de cabine estendida e no Linea Absolute, o motor de 1,75 litro mostra bom desempenho, mas nada extraordinário levando-se em conta os 132 cv. Bem mais pesados e — no caso dos Adventures — com o agravante da ampla área frontal, esses modelos fazem o mais potente E-Torq parecer apenas justo, sem causar entusiasmo. Como no 1,6, é preciso recorrer a rotações de média para alta para obter agilidade. No caso do Linea, a sensação ao dirigir é muito semelhante à do antigo com motor argentino.

E isso foi tudo, já que no restante — do visual às suspensões — os carros são os mesmos de antes, salvo pelos logotipos alusivos ao motor na traseira. Continua

Avaliações - Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 20/9/10

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados