O artilheiro do time adversário

Clique para ampliar a imagem

Demorou, mas a Fiat responde ao Gol com um Palio realmente novo,
que vem com bons argumentos a uma categoria muito concorrida

Texto: Fabrício Samahá e Paulo de Araújo - Fotos: divulgação

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Um pouco de Uno e de 500 em um estilo que lembra o do Punto: se não é inovador, o novo Palio parece agradar à maioria (acima, o Attractive)

Clique para ampliar a imagem

O interior redesenhado tem aspecto moderno e usa materiais simples, mas de bom resultado; os bancos são confortáveis e o espaço cresceu

Quando se trata da histórica disputa entre Fiat e Volkswagen no mercado brasileiro, os passos da italiana costumam seguir os da alemã. O Uno chegou ao País em 1984 como resposta ao Gol de 1980; em 1994 a VW reformulou seu campeão de vendas, ao qual a Fiat respondeu dois anos mais tarde com o Palio. Mas, de lá para cá, os dois modelos passaram apenas por atualizações parciais até que, em 2008, o Gol enfim chegasse à terceira geração.

A contrapartida de Betim, MG, demorou um pouco mais dessa vez, mas parece ter sido à altura. O Palio de segunda geração, ou projeto 326, chega com importantes evoluções para buscar a recuperação de vendas do modelo, um tanto combalidas desde o lançamento do novo Uno, no ano passado. A Fiat acena com a intenção de vender 8 mil deles por mês a partir de janeiro. A versão que alcançava melhor resultado no mercado — a Fire, mais barata — permanece sem mudanças e deve responder por mais 6 mil unidades mensais. Da nova linha, espera-se que a versão de 1,0 litro continue a mais vendida.

Há três opções de acabamento (Attractive, Essence e Sporting), três de motor (de 1,0, 1,4 e 1,6 litro) e duas de câmbio (manual e automatizado Dualogic) para esse novo Palio, por ora oferecido apenas com carroceria de cinco portas. O Attractive pode ter o motor Fire Evo de 1,0 litro, a partir de R$ 31 mil, ou o 1,4 da mesma linha, por R$ 34.290, sempre com caixa manual. O Essence traz a unidade E-Torq de 1,6 litro e 16 válvulas, a R$ 38 mil com câmbio manual ou R$ 40.490 com o Dualogic, e o Sporting — que usa o mesmo motor — custa R$ 40 mil ou R$ 42.490 nas duas versões de câmbio.

Os equipamentos de série do Attractive 1,0 são algo escassos: direção assistida, computador de bordo com duas medições, temporizador de faróis, comando interno de tampa do porta-malas e do tanque, relógio, configurador de funções, luz de leitura dianteira, retrovisores com comando interno, para-brisa com faixa degradê, para-sóis com espelhos e alerta de limite de velocidade.

Grande é a lista de opcionais, que inclui bolsas infláveis frontais, freios com sistema antitravamento (ABS) e distribuição eletrônica entre os eixos (EBD), ar-condicionado, controle elétrico de vidros (dianteiros ou todos), travas e retrovisores, para-brisa térmico (para rápido desembaçamento, como no Uno), rodas de alumínio de 14 pol, faróis de neblina, rádio/CD com MP3 em dois modelos, volante de couro com comandos de áudio, abertura elétrica do porta-malas por pressão no logotipo Fiat, faróis e limpador automáticos, retrovisor interno fotocrômico, defletor traseiro e chave tipo canivete com telecomando. Com todos eles e pintura metálica, chega a R$ 41.373.

Ao optar pelo motor 1,4-litro, levam-se ainda no Attractive controle elétrico de vidros dianteiros e travas, iluminação do porta-luvas, volante com regulagem de altura, faróis de neblina, chave canivete com telecomando e porta-óculos. Os demais opcionais da versão 1,0 são mantidos, mas as rodas de alumínio vêm em 15 pol em vez de 14 (as de aço, de série, continuam 14). Esse Palio, com tudo o que pode receber, chega a R$ 45.152.

O Essence repete o conteúdo do Attractive 1,4 e adiciona ar-condicionado, rodas de alumínio de 15 pol, banco do motorista com regulagem de altura, indicador de temperatura externa e detalhes cromados no interior. Os itens opcionais da outra versão estão disponíveis também para ele, que pode ainda receber bolsas infláveis laterais nos bancos dianteiros. Caso tenha o câmbio Dualogic, vem com controlador de velocidade (que poderia existir também para caixa manual) e, como opção, alavancas do tipo borboleta no volante para a seleção de marchas. O Dualogic completo custa R$ 49.631.

Avaliações - Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 7/11/11

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados - Política de privacidade