Best Cars Web Site
Supercarros

Arte em alumínio

Clique para ampliar a imagem

A Audi apresenta em Genebra o Nuvolari, um cupê com
motor V10 biturbo de 600 cv e tecnologias inovadoras

Texto: Fabrício Samahá - Fotos: divulgação

A atração da Audi no 73°. Salão de Genebra é um grande cupê de 2+2 lugares e motor V10, cujo nome homenageia o piloto italiano Tazio Nuvolari (1892-1953), o último a vencer uma prova de Grande Prêmio (a Fórmula 1 da época) com um carro Auto Union, em 3 de setembro de 1939. Por enquanto é apenas um modelo conceitual, mas a versão de produção esperada para o 2004 ou 2005 deve ser praticamente idêntica.

Clique para ampliar a imagem Clique para ampliar a imagem

O Nuvolari Quattro parece um grande TT, mas lembra o conceito Rosemeyer na grade
dianteira e o Mercedes CL nas colunas traseiras; faróis e lanternas são inovadores

O Nuvolari Quattro parece um grande TT, com seus 4,80 metros de comprimento, 1,92 m de largura e 1,41 m de altura. A enorme grade dianteira remete ao conceito Rosemeyer de 16 cilindros em W apresentado em 2000, enquanto as estreitas colunas traseiras, com a parte superior mais larga, lembram as do Mercedes CL. O conjunto é marcante e imponente.

Uma nova tecnologia de LEDs de alto poder de iluminação é adotada nos faróis: são 18 diodos em cada lado, muito duráveis e com consumo de energia 90% menor que o de lâmpadas comuns. O sistema prevê também o direcionamento do facho em curvas (que vem sendo adotado por fabricantes alemães desde a homologação desse recurso no país, no ano passado) de modo apenas eletrônico, sem partes móveis.

Clique para ampliar a imagem Clique para ampliar a imagem

O motor V10 utiliza dois turbos e injeção direta FSI, para alcançar 600 cv -- 100 a mais
que no Lamborghini Gallardo -- e um torque de 76,5 m.kgf a apenas 2.000 rpm

Os LEDs são usados também nas lanternas traseiras, o que não seria novidade (o Maserati 3200 GT de 1998 já os adotava) se não houvesse outra inovação: sensores infravermelhos detectam a presença de neblina, jatos d'água (ao trafegar em piso molhado) ou mesmo de poeira nas lentes. Os diodos assumem então maior luminosidade para compensar esses fatores. Como se sabe, LEDs são também muito mais rápidos, acendendo-se em um milissegundo, contra 200 milissegundos de uma lâmpada comum. Continua

Supercarros - Página principal - e-mail

Data de publicação: 4/3/03

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados